sexta-feira, dezembro 14, 2012

Vítor Frazão é candidato à Câmara Municipal de Ourém

A apresentação da candidatura independente do Dr. Vítor Frazão à Câmara Municipal de Ourém nas próximas eleições autárquicas de 2013, dada a conhecer publicamente na passada terça-feira, promete trazer uma lufada de ar fresco ao ambiente político oureense, para além de constituir uma alternativa, certamente credível, à actual gestão socialista. 
Resta saber se Vítor Frazão obterá o apoio expresso do seu partido ou terá de se defrontar com o actual presidente da Comissão Política concelhia, Luís Albuquerque.
A bem do concelho de Ourém, seria desejável que Luís Albuquerque refreasse neste momento algum ímpeto eleitoral que possa ter, declarasse publicamente não só o seu apoio como o do PSD à candidatura de Vítor Frazão e caminhassem lado a lado em direcção às autárquicas, nesta que é uma urgente cruzada para dar finalmente a seriedade e a credibilidade políticas que o concelho de Ourém merece, e para colocar plenamente a Câmara Municipal de Ourém não ao serviço de alguns interesses particulares e difusos, mas verdadeiramente ao serviço dos legítimos interesses e expectativas dos oureenses.
Segundo o jornal "Notícias de Ourém", são dez as razões que Vítor Frazão invoca para avançar com a sua candidatura:
  1. Motivação e empenho para continuar a trabalhar pelo desenvolvimento do concelho que já serve há mais de 25 anos, mantendo-se atento aos problemas dos oureenses e contribuindo para a resolução das suas necessidades;
  2. Trabalhar e dignificar o município e os munícipes, e não para se elevar pessoal e socialmente, ou para almejar emprego;
  3. Responder ao apelo solidário de muitos militantes do PSD, de inúmeros oureenses anónimos, de responsáveis de múltiplos sectores da sociedade e porque quer também dar uma resposta positiva ao encorajamento vindo de simpatizantes de outros quadrantes políticos do concelho de Ourém;
  4. Vontade de, com a sua experiência profissional, cívica e autárquica, dignificar a autarquia, os titulares dos seus cargos e, também, os seus funcionários;
  5. Garantir que não serão desrespeitadas as oposições na Câmara e evitar as quezílias que só prejudicam a gestão e a imagem dos oureenses, e, ao invés, para além de ouvidas, serem aproveitadas todas as suas propostas e sugestões que, de forma sustentada, visem o interesse e o desenvolvimento para o concelho;
  6. Reanalisar eventuais parcerias público-privadas (PPP) existentes ou futuras, que claramente estejam ou possam vir a prejudicar os oureenses;
  7. Dinamizar todos os serviços camarários e maximizá-los em profunda articulação com as Juntas de Freguesia, para que estas possam continuar próximas dos eleitores, apresentando as suas reivindicações e solucionando as suas necessidades;
  8. Optimizar os seus conhecimentos, princípios e ideais, contribuindo para uma gestão autárquica equilibrada, eficaz, sustentável e com respeito e consideração por todos os oureenses;
  9. Influenciar todos os órgãos do poder central, conseguindo o maior apoio financeiro possível para todas as actividades do tecido económico oureense; e
  10. Tudo fazer por um serviço de saúde condigno para os oureenses, evitando a dança entre os hospitais e, nomeadamente, defender até à exaustão a utilização dos hospitais Leiria-Coimbra.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Custom Search
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...